TCE-PB emite novo alerta à Prefeitura de Sapé em relação ao combate à pandemia e secretário de saúde será ouvido amanhã na Câmara Municipal


 

Pela quarta vez somente este ano o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) aponta o município de Sapé com um dos que menos investe no combate à pandemia de Covid-19. O TCE-PB também apontou que o município apresentou taxa de crescimento de 18,26% nos casos acumulados de Covid-19 no período entre 30/06/2021 e 31/07/2021, estando dentre os municípios paraibanos que apresentaram o maior crescimento percentual quando considerados aqueles com mais de 200 novos casos da doença no citado período. O gasto por habitante para o combate à pandemia é de apenas R$ 6,82, o que coloca o município no ranking dos que menos investem nessa relação.


A Câmara Municipal de Sapé convocou o Secretário Municipal de Saúde, David Roberto Pereira, a prestar informações sobre a pasta. A sessão extraordinária está marcada para amanhã (31), no plenário da Câmara. Segundo o presidente do Legislativo, Abraão Júnior (Podemos), o secretário solicitou adiamento da oitiva na primeira convocação, mas teria confirmado presença para a sessão de amanhã.




David Roberto teria também apagado as postagens da saúde de suas redes sociais, o que está causando rumores de uma possível exoneração do secretário a qualquer momento. A menção ao cargo de secretário de saúde também não aparece mais na apresentação do Instagram pessoal do secretário. A exoneração não impede que ele seja ouvido pela Câmara, que poderá acionar dispositivos legais para garantir a presença do secretário no plenário. Mesmo havendo uma exoneração, o secretário continua respondendo por possíveis irregularidades no período que passar à frente da pasta como gestor do Fundo Municipal de Saúde.


O setor de saúde tem sido alvo de inúmeras críticas em relação à falta de médicos e medicamentos, irregularidades na campanha de vacinação contra a Covid-19, licitações e em outros setores da pasta. David é o segundo secretário de saúde desde a posse do prefeito Sidnei Paiva (Podemos) e até agora o setor continua com problemas. O Hospital Regional Sá Andrade foi uma das vitrines da campanha do então candidato Sidnei Paiva, que prometeu saúde de qualidade e atendimento humanizado, mas em oito meses de mandato o setor só coleciona críticas.


A expectativa é grande para a sessão desta terça-feira, em que vereadores farão questionamentos sobre diversos assuntos relacionados à pasta, principalmente sobre os constantes alertas emitidos pelo TCE-PB e demandas dos profissionais de saúde e dos usuários. A Secretaria de Saúde também acumula, em oito meses, um enorme rombo na previdência própria (Prev-Sapé) e geral (INSS), em que contribuições patronais e dos servidores estão sendo retidas, implicado em crime de apropriação indevida.

Clique aqui e veja o Alerta do TCE-PB e convocação da Câmara Municipal de Sapé:



Da redação com portalsapenaweb

Sem comentários: