Prefeito Major pensa gerir Sapé como se estivesse comandando a polícia

 

Prefeito de Sapé Sidnei Paiva
Prefeito de Sapé Sidnei Paiva

A política sapeense vem sofrendo com as brigas constantes entres os poderes executivo e legislativo. Porém, certamente o maior culpado por esses atritos é o chefe executivo, já que até o momento vem colocando o seu lado pessoal acima do bem estar da cidade, fica claro que é inexperiente na arte da política.

Uma das críticas mais constantes dos munícipes a gestão Sidnei Paiva é o hábito de dar gratificações e benefícios para seus amigos pessoais sem qualquer justificativa profissional, não é raro encontrar pessoas do círculo íntimo do prefeito triplicarem seus salários em tão pouco tempo.

O major Sidnei Paiva ao ser eleito prefeito da 10ª cidade paraibana tinha a missão de mudar a forma de administrar o município, tirar nossa cidade do atraso político, social e econômico de décadas de más administrações. Mas o poder veio e com ele a única mudança que se constatou até agora é na postura e discurso do prefeito e seus aliados, a sensação que passa ao povo é de que se encontra perdido no seu próprio governo.

Como não lembrar o episódio em que a primeira dama Drª Denise boicotou um evento na câmara dos vereadores para entrega de um título de cidadão para o prefeito por puro capricho? Este erro gravíssimo desencadeou uma crise sem precedentes, pois os poderes são autônomos e independentes, mas por orgulho e ego inflado um ato impensado de amadorismo político praticamente selou a saída de vários aliados base governista.

E com essa atitude quem perdeu muito foi a cidade, atitudes autoritárias de quem esqueceu que não está mais na polícia e sim no campo da política são costumes dessa gestão, e basicamente isso fez o cenário político da cidade um giro de 180º graus. Há sete meses atrás,  o gestor tinha uma bancada governista composta por 13 aliados, mas agora passou a ter apenas 06,  podendo perder mais nos próximos dias, ficando insustentável a governabilidade do atual gestor que vive mais nas redes sociais, em um mundo paralelo.

O prefeito Sidnei Paiva, conhecido como major, acredita que ainda está no comando da polícia militar, tratando a prefeitura como um quartel general, onde se administra na base da intimidação e do medo, mas o município de Sapé, que é uma das cidades mais importante do estado paraibano, merece ser governada por alguém capacitado e equilibrado, o destempero do gestor que tem fama de cabeça quente está refletindo na tensão gerada pela crise política atual.

O povo de Sapé merece alguém que saiba governar em todos os âmbitos e o prefeito Sidnei já deixou claro que não sabe fazer isso, já que ele e seus aliados vivem no mundo da fantasia, das redes sociais, do imaginário é uma cidade que não existe na realidade. A população pede socorro por uma gestão de verdade, Senhor Prefeito.

Major foi eleito com mais de 13 mil votos para governar para todos os sapeenses e não para alguns poucos aliados que ditam as regras na gestão, muitos pais de famílias que votaram no 19 em 2020 foram demitidos apenas por serem ligados ou terem votado em  vereadores que hoje não fazem parte da base governista. Essa prática não tem nada de “nova política” tão alardeada nos discursos de campanha do então candidato Sidnei, trata-se da velha e suja  "política"  da perseguição e do toma lá da cá, que todos o que elegeram o “major” abominam.

A cidade do abacaxi, como é popularmente conhecida, clama por uma administração de verdade, não midiática, que traga geração de empregos, uma saúde minimamente aceitável, isso sim é o desenvolvimento que realmente a população espera e não a que atual gestão propaga em redes sociais.





Da redação com sapé na Web 

Sem comentários: