Um ano sem Zenóbio, mas um legado cultural que não se apaga

 



 Muito se pode dizer de um homem chamado Zenóbio Toscano. Não haverá de faltar aquele rol de registros sobre todos os seus feitos na sociedade – sejam eles na Saúde, na Educação, na Infraestrutura, Meio Ambiente, na Assistência Social e na Agricultura, no Planejamento, na Administração como um todo.


Sim, Zenóbio incursionou em todas as áreas e, em cada uma delas, deixou sua marca digital como aquele homem de todas as coisas. A prova disso é o reconhecimento de uma sociedade que o conheceu e o admirou, tanto em Guarabira como em todos os recantos da nossa Paraíba, desde o amigo mais próximo ao mais ferrenho dos adversários.


Na área cultural, em particular, temos um capítulo essencial da sua história pública. Capítulo esse que não se restringirá à sua trajetória pessoal, mas à grande memória cidadã que fica como patrimônio de um povo!


Na Paraíba são poucos, raríssimos, aqueles gestores públicos que sempre estenderam a mão ao campo da cultura. E Guarabira fica como o grande cenário dessa aventura tão rara. A Guarabira de hoje será, no futuro, aquela que verá a face de Zenóbio toda vez que alguém olhar para o que ele quis e fez acontecer – como o Teatro Municipal Geraldo Alverga; a Galeria de Artes Antônio Sobreira; o Museu Sacro e Memorial Dom Marcelo Carvalheira; o Centro de Documentação Cel. João Pimentel; o Memorial do Cordel; o Parque do Poeta Ronaldo Cunha Lima e, mais recentemente, a sua última grande obra em concreto que guarda um dos mais belos acervos da Arte Naif, da Cultura Popular e da Imagem e do Som – que vem a ser o Casarão da Cultura José Barbosa da Silva, um verdadeiro esplendor de museu público!


É ainda do seu empenho, juntamente com sua esposa e ex-prefeita Léa Toscano, a construção do Memorial de Frei Damião, um dos maiores santuários do nosso país e um grande ponto de convergência do turismo religioso no Nordeste!





São obras de concreto e abrigos de relíquias para o estudo da história, mas ainda é pouco diante de tantas ações no campo da cultura em Guarabira e no Estado. Em cerca de 40 anos de vida pública, como prefeito e deputado estadual em várias legislaturas, Zenóbio foi voz e portador em projetos de festivais artísticos, leis de incentivo à cultura, apoio a artistas, às tradições, incentivador e publicador de obras literárias e musicais, além de fomentar o potencial de sua terra em valores como a Arte Naif e a Literatura de Cordel. Criou bibliotecas, buscou parcerias e sempre gostou de homenagear as pessoas que fazem da criação o seu esteio de vida.


Ainda nos anos 80, quando administrou Guarabira pela primeira vez, foi pioneiro na criação de uma Secretaria Municipal de Cultura, num momento em que o setor cultural estava sempre atrelado à Educação e aos Esportes – como ainda acontece em muitos municípios atualmente.


Essa história não vai ficar em branco. Nós, que fazemos a Secretaria de Cultura e Turismo de Guarbira, teremos eterna gratidão a esse homem que deixou um legado, uma dedicação e um exemplo para tantos outros que haverão de vir.


Obrigado, Zenóbio. A Cultura de Guarabira, e da Paraíba, será sempre grata por todo esse patrimônio enriquecedor que emanou da sua inteligência, do seu coração e sensibilidade.




TARCÍSIO PEREIRA
Secretário de Cultura e Turismo de Guarabira

Sem comentários: