Marcus Diôgo veta projetos de Ramon Menezes e Jussara Maria

 

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (6), na Câmara Municipal de Guarabira, começou a tramitar nas comissões permanentes três vetos do prefeito Marcus Diôgo (PSDB) a projetos de lei aprovados pelo colegiado. As matérias são de autoria dos vereadores Ramon Menezes (MDB) e Jussara Maria (PSDB).

Dois projetos são de iniciativa do vereador Ramon, que trata de prioridade de vacinação contra a Covid-19 para profissionais de educação e outro que torna essenciais cultos religiosos em períodos de calamidade.

O projeto da vereadora Jussara diz respeito a implementação de programa de entrega de medicamentos nas residências dos beneficiários.

Os vetos foram lidos e encaminhados às comissões e devem ser postos em votação, oportunamente, para que os parlamentares apreciem as matérias, mantendo ou derrubando os vetos do poder executivo.

Os vetos

Mensagem de veto nº 02/2021 – veto total ao projeto de lei nº 19/2021, de autoria do vereador Ramon da Silva Menezes, que prioriza a vacinação contra a covid-19 para os profissionais da educação.

Mensagem de veto nº 03/2021 – veto total ao projeto de lei nº 27/2021, de autoria do vereador Ramon da Silva Menezes, que estabelece que as igrejas e os templos de qualquer culto religioso como atividade essencial em períodos de calamidade pública no município de Guarabira.


Mensagem de veto nº 04/2021 – veto total ao projeto de lei nº 14/2021, de autoria da vereadora Jussara Maria Macena, que implementa o programa de distribuição de medicamento “remédio em casa” e dá outras providências



Da redação com portal25horas

Sem comentários: