Geraldo diz que MS reduziu em cerca de 50% estimativas de entrega de vacinas para abril

 

O secretário também destacou que cidades maiores, como João Pessoa e Campina Grande, costumam ser procuradas pela população de cidades menores para a vacinação

 O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, afirmou em entrevista concedida ao Arapuan Verdade, da Arapuan FM, que a falta de vacinas para segunda dose em João Pessoa e Campina Grande é um reflexo da escassez de vacinas em todo o país. Na entrevista concedida nesta quarta-feira (14), Geraldo Medeiros contou que o cronograma de entrega de vacinas para abril foi modificado 
diversas vezes pelo Ministério da Saúde, e a quantidade foi reduzida em cerca de 50%.

IMPORTANTE! Informações para Fato a Fato, enviar no WhatsApp do editor 083 993651823

O secretário também destacou que cidades maiores, como João Pessoa e Campina Grande, costumam ser procuradas pela população de cidades menores para a vacinação, o que contribui para as vacinas acabarem mais rápido. De acordo com a Prefeitura de João Pessoa, já foi identificado que 21 mil pessoas de outros municípios tomaram a vacina na Capital.

''Ao mesmo tempo, a gente passa a tranquilidade para o cidadão de que o distanciamento entre a primeira e a segunda dose não acarreta prejuízo para o cidadão'', disse o secretário. Segundo ele, um atraso de até 30 dias após a data marcada para a segunda dose não ocasionaria problemas.

''Estaremos recebendo até sábado novas doses e a situação será normalizada brevemente'', disse. o secretário também afirmou que há uma promessa do Ministério da Saúde de que doses das vacinas da Fiocruz e do Buntantan passarão a ser enviadas semanalmente.



Do ClickPB

Sem comentários: