Justiça condena a 25 anos de prisão acusada de praticar homicídio contra empresário, em Guarabira


 O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Guarabira condenou a 25 anos de prisão, em regime inicialmente fechado, Marília de Carvalho Marinho. Ela foi acusada de cometer o crime de homicídio contra o empresário patoense Pedro Morais de Medeiros Neto, em junho de 2019, na cidade de Guarabira, na Paraíba. A vítima foi morta por dois disparos de arma de fogo.

A ré foi levada a júri popular nesta quarta-feira (17/03), na Vara Única da Comarca de Guarabira. O julgamento durou cerca de 10 horas. Durante a sessão, presidida pela juíza Flavia Fernanda Aguiar, o Conselho de Sentença decidiu que a mulher praticou o crime de homicídio. Também considerou as qualificadoras de impossibilidade de defesa da vítima e motivo torpe.

De acordo com a sentença, a juíza negou ao réu o direito de recorrer em liberdade.

A acusação foi feita pelo Ministério Público, representado pela promotora Anita Betânia e a assistência de acusação feita pelos advogados guarabirenses Alisson Batista e José Gouveia Neto. A defesa foi feita pelos advogados José Alberto Evaristo e Ana Lúcia de Morais Araújo.


Da Redação com, FontePB

Sem comentários: