Segundo suspeito na morte de Expedito Pereira se apresenta na delegacia, em João Pessoa

 

O homem é apontado como um dos que utilizou a moto utilizada para cometer o assassinado do ex-político no dia 09 de dezembro de 2020, na Avenida de Sapé, no bairro de Manaíra, na Capital

Central de Polícia Civil, JP (Foto: Walla Santos)
O segundo suspeito, de usar a motocicleta utilizada para matar matar o ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, se apresentou no início da tarde desta terça-feira (15), à Delegacia de Crimes contra a Pessoa, na Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, em João Pessoa. 

O homem é apontado como um dos que utilizou a moto utilizada para cometer o assassinado do ex-político no dia 09 de dezembro de 2020, na Avenida de Sapé, no bairro de Manaíra, na Capital. Conforme o ClickPB acompanhou, na chegada à Central de Polícia Civil, o homem não quis falar com a imprensa. Ele será ouvido pelo delegado Victor Melo, responsável pelas investigações. 

Além de prefeito de Bayeux, Expedito Pereira também foi vereador da mesma cidade e deputado estadual. Ele era médico gastroenterologista e clínico geral. Foi ainda secretário municipal de Saúde de Santa Rita (1986-1988). Como vice-prefeito de Bayeux (1989-1993, PMDB), assumiu o mandato de prefeito em 1992 após a morte de Lourival Caetano. Prefeito eleito por dois mandatos de Bayeux (1997-2000, PRP-PB; 2001-2002, PMDB-PB). Suplente na legislatura 2007-2011, assumiu o mandato de deputado estadual em março de 2009 na vaga de Iraê Lucena, nomeada secretária estadual de Ação Governamental.



Do ClickPB

Sem comentários: