NAC suspende autorização de operação de empresa de táxi aéreo que estava com cocaína em Catolé do Rocha na Paraiba.


 

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC),  suspendeu  autorização de operação de empresa de táxi aéreo que teve aeronave apreendido com cocaína na cidade de Catolé do Rocha Na Paraiba.  

 Uma aeronave da empresa NHR Táxi Aéreo foi aprendida na cidade de Catolé PB, de acordo com investigações, por estar transportando 752 kg de cocaína. 

A aeronave foi interceptada no dia 9 de dezembro, enquanto fazia um pouso na cidade de Catolé do Rocha, sertão paraibano.

 A Polícia Militar da Paraíba, com apoio do Bope, (BATALHÃO DE OPERAÇÕES), apreendeu a aeronave, as drogas e quatro pessoas. Destas, duas eram tripulantes e outras duas acompanhantes de acordo com a policia, enviados pelo contratante do transporte.


Em nota, a NHR afirmou que ''não tem qualquer relação com a droga encontrada no interior de sua aeronave e não tinha ciência alguma de que transportava produtos ilícitos''. A empresa afirmou ainda que foi contratada para transportar peças automotivas e acreditava que era este o conteúdo das caixas.


O delegado Sylvio Rabello informou que a empresa apresentou uma nota fria no momento do flagrante, e que a polícia acredita que havia conivência com o crime tráfico de drogas.


A suspensão cautelar do Certificado de Operador Aéreo (COA) é algo previsto que a Anac faça quando uma aeronave está envolvida em um ilícito, ainda que não haja sentença transitado em julgado.


A decisão não tem data limite e só deve acabar, ou se tornar permanente, após a conclusão das investigações.





Sem comentários: