Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Mulher fica em estado grave após ser agredida com marreta; ex é suspeito

Uma mulher de 42 anos foi encontrada, pelo filho, caída sobre uma poça de sangue dentro de casa, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ela foi socorrida sob a suspeita de ter sofrido um acidente doméstico mas, quando os resultados da tomografia chegaram, os médicos constataram ter se tratado de agressão. O caso foi registrado como tentativa de homicídio e o ex-marido da vítima é investigado.

Em entrevista ao G1, o irmão de Marta de Abreu Dantas Silva, que preferiu não se identificar, contou que a vítima foi encontrada caída na cozinha de casa, no bairro Jardim Esmeralda, na última quarta-feira (30), pelo filho, de 18 anos, que procurava por algo para comer. Minutos antes, o pai dele e ex-marido da vítima havia aparecido em casa. De acordo com o registro, eles estavam separados, mas moravam na mesma casa.

Ainda segundo o irmão, o homem teria aparecido na porta do quarto do filho segurando uma marreta. De acordo com o registro, ele teria dito ao filho que iria sair para procurar um emprego. O homem trabalha como pedreiro e, por isso, a ferramenta não causou suspeitas.

Quando o rapaz foi à cozinha para buscar algo para comer, encontrou a mãe caída no chão, em cima de uma poça de sangue sob sua cabeça. Ele ficou em estado de choque, mas conseguiu acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que socorreu a mulher.

Ela foi encaminhada ao Hospital Irmã Dulce, onde segue internada, ainda inconsciente. Inicialmente, o filho e a equipe médica suspeitaram que ela teria sofrido um acidente doméstico, se machucando sozinha. Após exames de tomografia, os profissionais da saúde constataram que ela tinha diversos tipos de fratura na cabeça, consequentes de pancadas fortes.

A família relata ainda que, desde o incidente, o ex-marido da vítima não foi mais visto. "Ele desapareceu. Procuramos na casa de parentes, ligamos, mandamos mensagens. Não voltou mais", diz o irmão. Devido ao sumiço, os parentes acusam o homem de tê-la agredido brutalmente.

O ex-marido e a vítima tem histórico de violência doméstica, segundo conta o irmão. "Eles sempre brigaram muito, ela já apanhou outras vezes", diz. A marreta foi encontrada na residência e, segundo o irmão, estava com sangue e fios de cabelo. Gotas de sangue também foram vistas em outros cômodos da residência.

A Polícia Científica foi até a residência para apreender a marreta. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande nesta quinta-feira (1º) e o caso segue sob investigação.



 G1

 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.