Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Homem mata cachorros a tiros porque eles latem, na zona rural de Guarabira

Um caso de maus tratos a animais está revoltando uma comunidade de Guarabira. No sítio Carrasco, nesta quinta-feira (1), um homem matou a tiros de espingarda dois cães porque eles estavam latindo. A informação foi levada a conhecimento público na manhã desta sexta-feira (2) pelo repórter Zé Roberto, da Rádio Constelação.

De acordo com matéria veiculado pelo comunicador, o professor Toinho saiu para pescar e seu cachorro o acompanhou. O cão começou a latir com insistência e foi atingido por um disparo de arma de fogo. O assassino alegou que o cão do professor havia matado um bode pertencente ao agressor. Toinho cobrou que ele mostrasse o caprino morto, que ele pagaria por isso, mas não lhe mostrado.

O caso foi levado ao conhecimento da Polícia Militar, que esteve no local, mas não conseguiu ter acesso ao homem identificado por Zé da Viúva, que é o suspeito dos disparos. Depois de o caso ser levado a conhecimento da população, relatos surgiram que recentemente o agressor já teria assassinado pelo menos seis cães na comunidade rural. Uma ouvinte, que pediu para não ser identificada, disse que já faz 20 anos que ele mata cães que incomodam de alguma forma, e que faz isso porque se confia em familiares que são integrantes da Polícia Militar.

Quem denunciou o caso na imprensa foi o guarabirense Gilson, responsável por uma ONG defensora dos animais com atuação em João Pessoa, que é primo do professor Toinho. Revoltado com a violência contra os animais na comunidade rural, relatada pelos moradores, decidiu fazer a denúncia pública.

Essa semana, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou uma lei aprovada pelo Congresso Nacional, que endurece as penas para maus tratos a animais, podendo ser até de pena restritiva de liberdade de até 5 anos de cadeia.

Do Portal25Horas
 




Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.