Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Cientistas encontraram possíveis sinais de vida em Vênus

Pesquisadores encontraram na superfície de Vênus gás fosfina, que pode possuir origem orgânica. Cientistas da Universidade de Cardiff (Reino Unido) e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) descobriram a presença da substância na superfície do planeta do Sistema Solar.  "A descoberta foi feita com ajuda do Telescópio James Clerk Maxwell, no Havaí, e da Grande Matriz Milimétrica/Submilimétrica do Atacama, no Chile. A concentração de partículas de fosfina foi de 20 em um bilhão", afirmou à Sputnik uma fonte com acesso à pesquisa.
 

Fosfina é um gás incolor altamente tóxico. Na Terra ele é produzido por microrganismos de forma anaeróbia, ou seja, não requerendo a presença de oxigênio. Em 2019, a busca pela substância em exoplanetas foi implementada com o objetivo de encontrar vida extraterrestre.

Contudo, comenta a fonte, a detecção de fosfina não significa automaticamente a descoberta de vida em Vênus, pois pode surgir como resultado de processos naturais desconhecidos.

Ainda assim, os pesquisadores ainda não conseguiram encontrar formas não biológicas de produzir o gás.

Esta não é a primeira suposição de que o planeta contenha vida. Em janeiro de 2012, o pesquisador principal do Instituto de Pesquisas Espaciais (Rússia), Leonid Ksanfomaliti, publicou um artigo dedicado à análise de fotos tiradas pelo módulo de pouso da sonda espacial soviética Venera-13.

Nas fotografias, Ksanfomaliti identificou alguns objetos que poderiam ser interpretados como possíveis seres vivos, embora a maior parte de seus colegas permaneçam céticos.

Atualmente, os EUA e a Rússia estudam a possibilidade de criar uma sonda que pouse em Vênus para realizar pesquisas na superfície e na atmosfera do planeta.




Sputnik Brasil

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.