Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Após ser exonerada, Mônica Bandeira apela para o governador: “não persiga os pequenos”

  Após ser exonerada de cargo que ocupava no governo do estado em Guarabira, a presidente do PDT local, Mônica Bandeira, reagiu às investidas contrárias do Palácio e mandou um recado em forma de apelo para o governador João Azevêdo (Cidadania). Ela disse que João só não perseguisse os (servidores) pequenos’. Cerca de 60 funcionários estaduais não efetivos seriam aliados do esposo dela, o presidente da Câmara, vereador Marcelo Bandeira, e estariam sendo coagidos por novos governistas dentro das suas repartições de trabalho. 

“Por favor, não persiga os pequenos. Os que dependem do emprego para sustentar sua família. Olhe o que seus “aliados” e “pseudo-aliados” que não votaram no senhor querem fazer aqui na cidade! ”, disse Mônica, conforme reportagem do Portal Nordeste1

Ao citar a frase ‘pseudo-aliados que não votaram no senhor’, subentende-se que ela se refere aos Paulino, que não votaram em João para governador nas eleições de 2018 e sim em seu colega de partido, o senador emedebista José Maranhão, que resolveu disputar o governo, sem êxito.

Retaliação - A exoneração da esposa do presidente da CMG foi publicada no Diário Oficial da última quinta-feira (17). E aconteceu após a mesma homologar o advogado Teotônio Assunção como candidato a prefeito de Guarabira pelo PDT, quando o governador teria pedido para o partido da vice-governadora Lígia Feliciano retirar a candidatura própria na cidade e se aliar a quem ele apoia, os candidatos a prefeito e vice, Roberto Paulino (MDB) e Beto Meireles (Cidadania).




DA redação com plugadosnanoticia


 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.