William Bonner faz discurso impactante no Jornal Nacional e comove a internet

Por conta da pandemia desenfreada do novo coronavírus no mundo, em especial no Brasil, onde 8.536 pessoas morreram com a covid-19, o editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional, da TV Globo, WilliamBonner, fez um discurso impactante e que chamou a atenção do público para a conscientização e proteção contra o vírus.
Na fala desta quarta-feira (06), o jornalista relembrou a tragédia de Brumadinho, que aconteceu em janeiro de 2019, e os ataques terroristas ao World Trade Center, nos EUA, em 11 de setembro de 2001. O comentário promoveu Bonner aos assuntos mais comentados do Twitter, com mais de 120 mil posts, até à 00h desta quinta-feira (07). "Um número de mortes, de repente, num desastre, sempre assusta. As pessoas levam um baque. Morreram mais de 250 pessoas em Brumadinho. É uma tragédia. Nos Estados Unidos, em 2001, morreram quase 3 mil nos atentados do 11 de setembro, assim, de repente", disse.
"Quando as mortes vão se acumulando, ao longo de dias e de semanas, como acontece agora na pandemia, esse baque se dilui e as pessoas vão perdendo a noção do que seja isso. 8 mil vidas acabaram. Eram vidas de pessoas amadas por outras pessoas, pais, filhos, irmãos, amigos, conhecidos", completou Bonner.
Hoje, são 8.500, amanhã a gente não sabe. Quando é assim, o baque só acontece quando quem morre é um parente, um amigo, um vizinho, ou uma pessoa famosa
William Bonner - Âncora do Jornal Nacional

Confira o comentário de Willian Bonner no JN:

Quando as mortes vão se acumulando ao longo de dias e semanas, como agora, na pandemia, esse baque se dilui e as pessoas vão perdendo a noção do que seja isso: 8 mil vidas acabaram. Eram vidas de pessoas amadas por outras pessoas: https://glo.bo/2SG3Osg 
8.783 pessoas estão falando sobre isso

Veja a repercussão da fala de Bonner:

8 mil brasileiros morreram.
Oito mil pessoas que lutaram por esse país.
Pai, mãe, irmão ou o amor da vida de alguém.
O bonner não mentiu.
Você que faz chacota, avacalha e não leva a sério a quarentena só vai sentir quando a estatística pegar um rosto conhecido seu
Veja outros Tweets de Tao
William Bonner acabou comigo ao falar que, em Brumadinho, morreram 250 pessoas e o Brasil todo ficou de luto. Agora, com mais de 8.500 mortes, as pessoas só pensam em números. O que aconteceu conosco?! Nós perdemos enquanto sociedade, enquanto humanidade.
2.563 pessoas estão falando sobre isso
Importante fala do Bonner sobre como, ao longo das semanas, as pessoas parecem se anestesiar diante das mortes por coronavírus. Relaxam, afrouxam as medidas de quarentena, esquecem de cada vida por trás das estatísticas.

Da redação com https://jc.ne10.uol.

Sem comentários: