IPC confirma hematomas leves em Taciana Ribeiro e tiro na cabeça de Helton Pessoa

O laudo também confirma que Taciana Ribeiro, esposa e acusada de ter cometido o crime, apresentava hematomas leves, porém ela não tinha dentes quebrados, como foi informado em depoimento

Taciana é acusada de matar Helton (Foto: Reprodução)
O Laudo Tanatoscópico concluído pelo Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC), relativo ao assassinato ocorrido no último dia 10, em residência na Fazenda Zumbi, em Sapé, concluiu que a causa da morte do empresário Helton Pessoa, de 45 anos, foi por anemia provocada pela perda de sangue resultante dos disparos de arma de fogo que recebeu. O IPC também aferiu, por meio de Laudo Traumatológico, que a empresária Taciana Ribeiro Coutinho, esposa da vítima e acusada pelo crime, apresentava hematomas leves.

Clique AQUI e veja laudos do IPC-PB

O Laudo Tanatoscópico ainda detalha que Helton Pessoa sofreu tiros nos membros inferiores e também na região da cabeça, porém, que esse último disparo não foi fatal para provocar a sua morte. Os disparos ocorreram de longa distância, quando a vítima se encontrava tomando banho.

“As lesões de cabeça eram restritas ao crânio, não sendo percebidas alterações em encéfalo. Uma lesão craniana pode, embora não obrigatoriamente, levar a uma perda temporária da consciência, cujo tempo de duração é variável. Porém, a ausência de comprometimento encefálico, no caso em tela, permite à perita concluir que a lesão da cabeça não foi fatal”, diz trecho conclusivo do laudo.

TACIANA RIBEIRO

Ainda segundo o IPC, Taciana Ribeiro, esposa e acusada pelo crime, relatou “que foi agredida fisicamente pelo marido, que lhe deu socos, apertões e empurrão contra a parede, fato ocorrido por volta das 15h-16h, no interior de sua residência”. O Laudo Traumatólogico da empresária revelou que ela apresentava hematomas leves, do tipo “equimoses lineares”, ou seja, lesões subcutâneas do tipo vermelho ou arroxeada no corpo.

A informação foi divulgada inicialmente pelo ParlamentoPB, e confirmada pelo Portal WSCOM junto a advogado de uma das partes no processo.

Do Wscom

Sem comentários: