Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

OUÇA! Advogado aponta o que de grave ocorreu na reprovação das contas da PM de Alagoinha

A pedido da editoria de Fato a Fato, Vitor Beltrão disse, por exemplo, que o TCE-PB constatou até a compra de medicamentos com data de validade vencida

Vitor Beltrão (Foto: Assessoria)
O advogado Vitor Beltrão, a pedido da editoria de Fato a Fato, comentou juridicamente o parecer do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) que, em sessão plenária, decidiu pela reprovação das contas da Prefeitura de Alagoinha e do Fundo Municipal de Saúde referentes ao ano de 2018.

No áudio abaixo, o advogado considera como de maior gravidade e que culminou na reprovação das contas de Jeová José e Maria de Zé Roberto, por exemplo, a falta de repasse das contribuições previdenciárias municipais e dos valores dos descontos dos servidores.

Vitor Beltrão ressalta outra irregularidade, dentre as tantas descobertas pelo TCE-PB, como a compra de medicamentos com data de validade vencida. “Essa é de grande gravidade”, diz o advogado. Ele também diz que a auditoria teve o parecer favorável do Ministério Público (MPC) pela desaprovação das contas.

Ouça a fala do advogado



Da Redação com Fato a Fato

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.