SECRETÁRIO PÕE ARMA NA CABEÇA DE ALIADOS: MEDO DE QUÊ?

    Segundo informações, na noite desta quinta-feira houve uma reunião com os diretores dos órgãos do estado, encabeçando a reunião estava o Secretário do Orçamento Democrático Célio Alves, o ex-Vereador Beto e o Vereador Renato Meireles. A reunião aconteceu na ASSESP e o clima parece que não era bom.
Segundo nossa fonte, o vereador Renato, o Meireles, desferiu ataques desesperados contra Vereador Marcelo Bandeira, presidente da Câmara e demonstrou que as coisas não estão calmas assim. Será que tá perto de MB assumir o comando do grupo do Governador? Ou esses ataques são apenas gratuitos? O ex-vereador que após ser retirado da Presidência do PDT de Guarabira, migrou para o PSB na pior hora possível do partido, fora que é conhecido na sociedade Guarabirense como usar os cargos do estado para empregar seus parentes.
O ápice da reunião foi a fala do ex todo poderoso do Governo do Estado, depois de demostrar ser um cara em cima do muro e mudar do opinião de acordo com a sua conveniência, onde num domingo disse que o melhor nome para presidir o PSB era Ricardo Coutinho, depois que levou uma prensa do Governador João Azevedo, correu para sua rede social e disse que achava que o melhor nome era o de Edvaldo Rosas, mas a fala dele foi raivosa.
Quem o viu na reunião que elegeu os Conselheiros do OD da região, onde Célio foi vaiado pelo público e falou em democracia não o reconheceu na reunião desta quinta, onde raivosamente o secretário deu um ultimato aos seus aliados. “OU ESTÁ COMIGO OU ESTÁ FORA DO CARGO EM 2020”, Célio é que é a verdadeira melancia nesta história, por fora é João, mas por dentro nutrirá para que as repartições do estado funcionem porcamente para que o Governador João fique em maus lençóis na região do Brejo.
Qual o medo do Secretário Célio? Será que ele ainda detém os plenos poderes que tinha antes? Ou será que ele tá com medo de perder a tutela da região do brejo? Essas palavras raivosas aos diretores de órgãos do estado aqui em Guarabira na ASSESP foram com medo de perde-los? Será que de forma calada, Marcelo já tira o sono desse pessoal, com o barulho que faz? E a mais importante das perguntas, se tudo que está acima é falso, porque a Diretora do IASS, presidente do PDT de Guarabira, Mônica Bandeira, esposa do Vereador Marcelo Bandeira não foi convidada (ou convocada) para essa reunião?
Com Célio Alves e os Meireles, voltamos aos tempos da Ditadura e daquelas que se acham democracia, é a mesma coisa de com quem ficam: Parecem ser João, mas estão mesmo é do lado de Ricardo. Agora, durma com um barulho desse.









DA redação Marcos Andrade




Sem comentários: