Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Lula das Molas pediu colégio militar para Guarabira; Governo Federal planeja expandir no país

O novo Governo Federal pretende expandir escolas militares por todo o país, para isso, foi criada recentemente pelo Ministério da Educação, a Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares. O vereador guarabirense Lula das Molas, atualmente licenciado, lembrou que através do seu gabinete em 2012, no seu terceiro mandato, fez um requerimento solicitando ao Governo do Estado transformar a Escola Estadual Maria do Carmo Torres Toscano, que estava inativa, em um Colégio da Polícia Militar.

À nossa redação, o vereador, que encontra-se em seu quinto mandato, disse ter contado com o importante apoio e empenho da então deputada estadual Léa Toscano, que reforçou o seu pedido ao governador Ricardo Coutinho na época. Ele afirmou ter RC atendido prontamente a sua demanda e enviou uma comissão à escola na Rainha do Brejo, onde foi realizada uma vistoria. Lula participou da visita, juntamente com o Subtenente Melo, um dos entusiastas do projeto, que representou o 4º BPM-PB (Batalhão de Polícia Militar do Estado da Paraíba).

Ainda conforme Lula, o governo teria dado ‘sinal verde’, que o prédio escolar iria passar por uma reforma e que seria transformado em um colégio militar, como solicitou o parlamentar. Porém ao invés disso, o local foi transformado na sede da Delegacia Regional de Polícia Civil; ação que o vereador também avaliou como de extrema relevância. Porém, segundo LM, o assegurado pelo governo seria a implantação da escola militar.

- Uma escola militar é de suma importância para a nossa cidade. Infelizmente o governador prometeu e não cumpriu. Espero que, desta vez, por força do governo federal, e reforço dos nossos deputados e senadores em Brasília, poderemos ter um colégio desta natureza em Guarabira - destacou o vereador, que ora está Secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do município de Guarabira.

Colégio Militar - De acordo com o site Educa Mais Brasil, o Colégio Militar foi criado com o intuito de fornecer ensino de qualidade aos filhos de militares do país. Atualmente, existem dois modelos de ensino militar no Brasil: os Colégios Militares e os Colégios da Polícia Militar.

No primeiro caso, as instituições estão relacionadas ao Sistema de Ensino do Exército e respondem as Forças Armadas do Brasil. A primeira escola militar foi fundada em 1889 com o nome de Imperial Colégio Militar. Após a Proclamação de República passou a ser chamado apenas de Colégio Militar do Rio de Janeiro. Ao longo dos anos, a instituição se expandiu e atualmente está presente em diferentes cidades do Brasil. Também passou a ser aberto à sociedade civil e meninas, já que inicialmente as vagas eram reservadas aos estudantes do sexo masculino.

Os Colégios da Polícia Militar (CPM) são ligados as corporações militares das cidades em que funcionam, as Secretaria de Educação e de Segurança Pública. Assim como aconteceu com o Colégio Militar, o Colégio da Polícia Militar iniciou suas atividades atendendo dependentes dos militares, mas ampliou a oferta de vagas para a população civil. [Na Paraíba existe apenas um colégio deste porte, na Capital do Estado].

Os Colégios Militares oferecem o ensino fundamental e o ensino médio a dependentes de militares e estudantes da sociedade civil que buscam um modelo educativo caracterizado por sua alta qualidade. A proposta pedagógica das escolas militares tem como objetivo preparar o aluno para a vida em sociedade, formar cidadãos que atuem com ética e cidadania, sendo guiados pelos valores e tradições da educação militar.




Da Redação com Plugados  na Noticia 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.