Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Beto Brito leva mistura de ritmos à Casa da Pólvora

Uma mistura de ritmos toma conta do Centro Cultural Parque Casa da Pólvora, neste domingo (25), a partir das 16h30, com o show de Beto Brito, na última edição do Pólvora Cultural do mês de novembro. A apresentação é gratuita.

Banda

Acompanhado por Beto Preah Paraíba (bateria e percussão), Adriano Ismael (contrabaixo, bandolim e vocais) Uirá (guitarra, violão, viola e vocais), Beto Brito vai cantar músicas de quase todos seus discos. Vai ter xote, coco, ciranda, baião e repentes. “Costumo dizer que fazemos um rock de capoeira, onde os ritmos se fundem e se confundem com a excelência da rabeca e da linguagem nordestina do cordel”, disse o artista.
Beto Brito está lançando material inédito partindo de um single com videoclipe da música ‘Louquinha demais’. “Esse vídeo foi pensado com a estética visual e sonora que quero mostrar em um novo disco. Tem uma proposta mais popular, mais aberta. É um trabalho voltado para o povo, com letras simples, fáceis de aprender, de cantar, do jeito que o forró tem que ser”, revelou o cantor, que pretende lançar um novo disco em 2019.

O artista

Beto Brito nasceu no Piauí em João Pessoa há 33 anos. Rabequeiro, cordelista, cantor, compositor, violonista, violeiro e declamador, com mais de vinte anos de estrada, tem parcerias musicais com grandes artistas brasileiros, como Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Caju e Castanha, Silvério Pessoa, Genival Lacerda, Antônio Barros e Cecéu, Chico César e Santana.
Com nove discos gravados – o mais recente é “Correio da Noite” (2014) –, o artista já se apresentou em várias cidades do Brasil. Lançou o DVD, “Beto Brito de Viola e Rabeca” (2014), gravado no Teatro Boa Vista pela Rede Globo Nordeste. Autor de “Bazófias de um cantador pai d’égua – o maior cordel do mundo” e mais de 40 cordéis publicou nove livros paradidáticos. É membro da Academia Brasileira de Cordel.

Da redação com Portal Correio 



Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.