Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Conselho desmente mãe e diz que ela abandonou filho em casa

O Conselho Tutelar de Campina Grande desmentiu a mãe do bebê que havia dito que o filho teria sido sequestrado por um homem na noite de sábado (13). Na verdade, segundo o Conselho, a criança foi levada pelo conselheiro José Flavio Barbosa após ele constatar que o menino havia sido abandonado em casa pela mãe.
Em entrevista ao repórter Hiran Barbora, da 98FM em Campina Grande, o conselheiro afirmou que por volta da meia noite de sábado recebeu uma denúncia de que a criança havia sido abandonada sozinha em casa pela mãe.
Ao averiguar o local, o conselheiro conseguiu ver o bebê sozinho, deitado em um sofá, e como não havia pessoas na residência ele resolveu entrar no local e resgatar a criança.
“Quando agente recebe comunicação de denuncias de maus tratos vamos até a residência verificar a situação e no sábado, por volta da meia-noite, o Conselho foi acionado devido uma criança estar chorando dentro da casa, onde a mãe teria saído e deixado ela sozinha. Quando cheguei ao local olhei pela janela e vi um bebe de um mês em cima de uma cadeira. Diante da situação, chamei os vizinhos e como o portão estava aberto entrei e peguei a criança. Comuniquei à vizinha que o que estava acontecendo era crime de abandono de incapaz e que ela dissesse a mãe da criança que eu havia a levado, pois ela corria risco de vida”, afirmou o conselheiro.
Ainda conforme o conselheiro tutelar, da mesma maneira que ele entrou na casa e resgatou a criança sem ter sido impedido, já que não havia responsáveis pela criança no local, qualquer pessoa poderia ter feito o mesmo e, aí sim, sequestrado a criança.
“Uma criança não tem condições de ficar sozinha dentro de uma residência. Ela estava indefesa podendo acontecer qualquer coisa. A denúncia que a gente recebeu era de que isso já ocorria há muito tempo. Tentamos conversar e orientar a mãe. Ela foi advertida verbalmente e por escrito. Iremos encaminhar para a promotoria e o juiz vai decidir sobre o caso [receber a guarda da criança novamente]”, disse o conselheiro.

O caso

Segundo a mãe da criança, ela foi até uma delegacia de Polícia Civil após chegar ter visto um homem levando bebê na noite de sábado. No boletim de ocorrência, a mulher conta que deixou o bebê sozinho no imóvel, situado no bairro Bodocongó, e foi buscar a filha mais velha, de 10 anos, na casa de uma vizinha.
Na volta, a mulher disse ter visto um homem saindo da casa dela, já com o bebê nos braços. A mãe do bebê relatou que gritou e tentou alcançar o suspeito, mas ele logo teria montado em uma motocicleta e fugido.
Ainda na denúncia, a mãe do bebê contou que uma outra vizinha estava mais próxima do suspeito e ouviu quando ele alegou ser funcionário do Conselho Tutelar e que só devolveria a criança após uma reunião marcada para acontecer no domingo (14).
*Com informações de Hiran Barbosa, da 98 FM Campina Grande

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.