Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

OAB Guarabira abre inquérito disciplinar contra advogado de João Pessoa

Sede da OAB Guarabira (Foto: Da Net)

Profissional convocou moradores com carro de som e deve responder por ato falho

A Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em Guarabira abriu procedimento administrativo disciplinar para apurar a conduta de um advogado que utilizou carro de som para convocar moradores do Assis Chateaubriand, Clóvis Bezerra e Esplanada para reunião.

De acordo com o que foi apurado até o momento, o objetivo da reunião, articulada por diretores da Associação de Cabos e Soldados e o advogado, era para as pessoas com casas quitadas nos referidos bairros e conjuntos terem direito a um seguro.

Presidente da OAB-Guarabira, Teotônio Assunção disse que já tomou as providências que o caso requer e irá encaminhar documentos comprovando a conduta inadequada do advogado para o Tribunal de Ética da OAB-PB.

“Foi colocado um carro de som, que é proibido, nós tomamos conhecimento disso na última segunda-feira, determinamos a abertura de um procedimento disciplinar na OAB, já que esse advogado é de João Pessoa e estamos apurando. Já juntamos fotografias, gravações, filmagens, e vamos enviar para o Tribunal de Ética da OAB. Se restar comprovada a conduta, que acreditamos que vai, esse advogado vai sofrer as penalidades, que é deixar de advogar por algum período”, disse o presidente.

Teotônio disse ainda que o cidadão não precisa de atravessador para buscar seus direitos, pois existem mais de 60 escritórios de advocacia em Guarabira e na região são mais de 400 advogados.

“Pessoas procuraram a OAB dizendo que assinaram procuração sem conhecer o advogado e estariam preocupadas com isso. Não há impedimento de que se advogue em qualquer lugar que seja, desde que não se ultrapasse o que está previsto no código de ética do advogado. O cidadão pode procurar um ou mais escritórios dos 60 que temos em Guarabira e se tiver direito, não tenha dúvida que o processo será encaminhado”, destacou, Teotônio.




Da redação com Fato a Fato

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.