Marcos Andrade

Últimas Notícias
recent

Estudantes de João Pessoa apresentam Casa Ecológica

A profissão é estigmatizada pelos impactos ambientais que a maioria dos projetos são capazes de provocar, mas os estudantes do curso de Engenharia Civil da Faculdade UNINASSAU, Kennedy Pessoa e Paulino José Dália, optaram por um caminho diferente. Eles uniram a engenharia civil com a preservação ambiental em um projeto sustentável e ecológico. A ideia foi aprovada pelo corpo docente da Instituição, que avaliou o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) com nota máxima. A ideia ainda foi aceita por uma revista cientifica, que fará a publicação.
Com o tema “Desenvolvimento Urbano: contribuição de casas ecológicas em bairro popular em João Pessoa/PB”, a proposta dos alunos é de um projeto inovador e que pode oferecer melhorias a população por meio da construção de habitações com baixo custo e impacto ambiental. “Queremos oferecer uma opção mais sustentável, com a construção de casas ecológicas, sem a terceirização de construtoras. No projeto, engenheiros civis, recém-formados, inclusive voluntários, poderiam auxiliar em cursos para ajudar a comunidade a construir as suas próprias moradias, contando com o auxílio da prefeitura”, disse o estudante Kennedy Pessoa.
Com esse raciocínio, a prefeitura iria investir na construção de conjuntos habitacionais mais baratos, com a supervisão de engenheiros que auxiliariam a população. “É o que vemos em situações de desastre, onde muitas famílias perdem suas casas e, em mutirões, a própria população consegue reconstruir aquele local atingido”, lembrou estudante Kennedy. De acordo com ele, o uso de materiais ecológicos e de sistemas sustentáveis como a reutilização de água, aproveitamento de luz natural e um bom sistema de ventilação minimizam impactos ambientais.
O estudante Paulino Dália explica que as casas atendem padrões semelhantes aos usados em conjuntos habitacionais populares. “No nosso projeto as casas teriam 39 m², com dois quartos (sendo um suíte), banheiro conjunto, sala e cozinha. A diminuição dos custos seria viabilizada por meio das questões ligadas a sustentabilidade que o projeto inclui”, informou.
Para o coordenador do curso de Engenharia Civil da UNINASSAU, Luiz Cipriano, o maior desafio dos estudantes para a realização do projeto será a obtenção de recursos. “O caminho pode acontecer através de parcerias público/privadas com prefeituras, governo do estado ou mesmo o governo federal. Os resultados obtidos através do estudo comprovam que é possível construir uma residência econômica e confortável por 19 mil reais, algo bastante significativo para a situação econômica em que vivemos”, relatou.
O projeto agora será divulgado na Revista Brasileira de Gestão Ambiental RBGA, um periódico que tem certificação para materiais científicos. Um resultado que deixou a coordenadora acadêmica da Faculdade, Marli Melo, extremamente feliz. “Eu já os conhecia. Entrei na Instituição no semestre em que eles ingressaram no curso e fiquei muito surpresa ao assistir o projeto e saber que não esse será um trabalho que ficará apenas no papel. Será também uma contribuição para a sociedade e isso é motivo de muito orgulho”, concluiu.

Da redação com Portal Correio 

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.